Músicas

Rei de Papelão

Rafael Figueiredo


O destino já me quis de tanto jeito
Já fui pedra e atiradeira
Não tem furo que eu não passo
Como todo violeiro fui poeira
Chutei pedra no caminho
Não me assusta fera ou laço

Já fui rei de papelão
Fiz cena e fui ator
Mas me cansei de figuração
E aplauso sem sabor

A vida dá escolhas e caminhos
E todo caminhante é rei
Pra escolher a direção
Bom mesmo é não caminhar sozinho
Mas pra isso é preciso
Entender o coração

Depois de tanto andar achei tão simples
Cheiro de mato e pé na terra
Um abraço pra voltar
A vida quase sempre surpreende
Mas quando se surpreende a vida
Tudo muda de lugar



Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "351402" no campo.