Músicas

Jardins de Ninguém

Rafael Figueiredo


Se encontrar nas voltas que esse mundo dá
Aprendendo a partir
De que partir é bom
Pois que partir é andar
E melhor do que ficar aqui

Perdendo cores
Plantando flores
Nos jardins de ninguém
Entre outros tantos
Deixar encantos
Plastificando dons

Aprender a medir distâncias
E que um instante é o bastante pra se descobrir
Que o mundo é feito uma criança
Que chora, esquece pra depois sorrir

E teus anseios
Guarda no peito
Pois é preciso distrair
Teu coração
Velho menino
Tem tanto destino pra cumprir




Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "563403" no campo.