Músicas

Essa Gente

Rafael Figueiredo


Olho pra terra seca
A agua turva, o grão
Vejo o céu cinzento
E a cinza pra plantação
Penso que gente é essa
Que deita tanto sangue no chão
Por um pouco mais de terra
Direitosem precisão

E é pra essa gente que mata o bicho, destrói a mata e mata irmão
Pra quem aponto a minha flecha, minha seta em direção

É tanto veneno
Envenenando a refeição
Que dá um medo
De chamar evolução
Se o homem fere
A terra ferida há de devolver
Em sol que sobrará
Sem sombra há de ficar




Cadastre-se para receber dicas, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "372102" no campo.